Blog

Cultura e esporte como ferramentas de transformação e inclusão social

A inclusão social é muito importante para diminuir desigualdades e dar oportunidades para grupos que, muitas vezes, vivem em condições de vulnerabilidade social. E duas ferramentas são grandes aliadas na busca por mais inclusão e transformação social: a cultura e o esporte.

Isso é fundamental em um país como o Brasil, no qual grandes parcelas da sociedade ainda não têm acesso a espaços e serviços básicos que são essenciais para uma vida digna. Dessa forma, a inclusão social por meio da cultura e do esporte pode transformar realidades de muitas pessoas.

Vamos falar aqui sobre como a cultura e o esporte são ferramentas de transformação e inclusão social, e também os relatos de quem vê isso na prática por meio de projetos do Instituto Algar. Confira!

O que é inclusão social?

De acordo com o IBGE, o Brasil é um dos 10 países mais desiguais do mundo. Dados de 2019 mostram que a concentração de renda é um grande problema que persiste no país.

“Em uma primeira vista nos dados, chama atenção, mais uma vez, a pouca variação da estrutura da desigualdade brasileira refletida pela distribuição muito desigual dos rendimentos entre as pessoas ao longo dos anos”, diz o texto da pesquisa.

Isso significa que oportunidades de vida, acesso a serviços básicos e uma vida digna ainda são uma realidade distante para milhões de pessoas.

A inclusão social existe para ser uma das maneiras de transformar esse cenário. Isso porque é um conjunto de ações voltadas para grupos sociais que, de alguma forma, são excluídos ou marginalizados na sociedade que teriam poucas chances de sair de suas realidades se não fosse pela inclusão social.

Política de cotas, ações de distribuição de renda, leis de proteção a grupos marginalizados, todas essas são formas de trazer mais inclusão social. Além disso, existem os projetos voltados para cultura e esporte, que auxiliam muitas pessoas a sair de uma situação de exclusão. O vídeo abaixo é um exemplo de inclusão social para pessoas com deficiência por meio de projetos educacionais:

Como cultura e esporte auxiliam na transformação e inclusão social?

O ser humano sempre está em contato com a arte e a cultura, mesmo sem perceber. Isso acontece por meio de músicas, artes que vemos nas ruas e outras manifestações artísticas. Toda essa arte permite refletir sobre a vida e, principalmente, trazem o despertar de sentimentos e de possibilidades de expressão. Como nem todas as pessoas têm acesso à cultura, projetos sociais auxiliam muitas pessoas a acessarem a arte.

O contato com a cultura abre portas dentro da mente e do corpo, estimula a sonhar e acreditar e ensina em notas, passos e cores conceitos de criatividade, colaboração, dedicação, persistência e superação de desafios.

O esporte, por sua vez, traz benefícios em dimensões de lazer, saúde e educação. Isso porque a prática esportiva trabalha com valores que são muito importantes para a vida, como respeito, empatia, senso coletivo, organização e disciplina. Seja em atividades coletivas, seja em individuais, o esporte tem o potencial de ser transformador ao estimular as pessoas, trazendo alegria e confiança para aquela pessoa.

O esporte ensina a superar obstáculos de forma natural, independentemente das situações. Ajuda a superar medos, traz vários aprendizados e permite que o aprendizado de quem está praticando.

Transformando pela cultura e esporte

Uma das formas de trazer mais inclusão social por meio da cultura e esporte são os projetos sociais. O Projeto Transforma, por exemplo, oferece oficinas artísticas e culturais para alunos da rede pública de ensino desde 2006. Além disso, fortalece parceiros locais para auxiliar crianças e adolescentes em vulnerabilidade social e situações de desigualdade.

Veja como a inclusão social é importante, na opinião de quem ajuda a realizar o projeto Transforma.

Thiago Frank, Gestor do Programa Transforma

Nós do grupo Algar, do Instituto Algar – e eu, particularmente, como gestor de programas sociais – acreditamos sim que é possível utilizar a cultura e o esporte como ferramentas de inclusão e transformação social.

Tanto na fruição de espetáculos, aulas de teatro, música, dança, quanto na prática regular e sistemática de atividades físicas, de forma contínua podemos proporcionar com que pessoas de diferentes realidades e condições socioeconômicas possam conviver nos mesmos espaços (inclusão), para a realização destas atividades, das quais muitas delas serão escolhidas como carreira profissional (seja como atleta/ator/produtor, quanto artistas/profissionais e atletas de alto rendimento/performance), transformando suas realidades e de suas famílias.

Afinal, por causa das oportunidades recebidas pelo Programa Transforma, muitos beneficiários passaram a conhecer e a considerar estas atividades como uma possibilidade a mais para o seu futuro – que, para muitos, eram restritas e relacionadas ao mundo da criminalidade e das drogas.

Gracielle Lopes, Educadora Física, Faixa Preta de Judô e Coordenadora do Esporte Transforma (INEED), executado nas Unidades 3 e 4 do programa

Os esportes têm sido, cada vez mais, uma ferramenta de interação e inclusão social. Durante a prática esportiva, crianças e jovens aprendem muito mais que as técnicas do esporte que eles estão fazendo. 

Aprendem a ter respeito pelas regras e pelos outros jogadores, agregam o seu entendimento e o convívio com o coletivo, as resoluções de conflitos, as responsabilidades com o espaço que ele frequenta e que ele está como também a responsabilidade que ele exerce dentro da sua equipe. 

O esporte é uma forma de desenvolver as competências técnicas, sociais e comunicativas essenciais para o processo de desenvolvimento, tanto do indivíduo, quanto do meio em que ele vive. O esporte é mais que uma atividade física, ele constrói a identidade social, possuindo um efeito socializador e é uma ferramenta apta a transformar vidas, atuando tanto como um fator de inclusão, quanto um combatente de exclusão social também.

Jeide Rudgeri, Educadora Física, Ex-levantadora profissional, Técnica e Coordenadora do Centro de Atividades Mais Vôlei, executado nas Unidades 2 e 3 do Programa Transforma

O esporte é uma importante ferramenta social para melhor desenvolvimento da nação, visando aproximar os povos e fazer com que estes exercitem não somente o corpo, mas também a mente.

A inclusão social através do esporte permite que uma criança que pratica esporte regularmente cresça com mais saúde, relacione-se melhor com a sociedade e tenha melhor rendimento na escola, tenha maior disposição para estudar e maior facilidade para relacionar-se com pessoas do ambiente escolar e tem como objetivo formar um cidadão útil para o desenvolvimento e progresso do país. A sua importância é reconhecida universalmente e sua prática raramente deixa de beneficiar o seu praticante – seja criança, jovem, adulto ou idoso – com uma boa saúde física e mental.

Todos os esportes são bons e o seu uso depende de como praticá-lo e sua finalidade. Há quem acredite que ele está contido somente no âmbito do lazer; entretanto, este tem se tornado cada vez mais profissionalizado e atingido proporções significativas em curto espaço de tempo.

Ana Lopez, Atriz, Cantora, Educadora Social, Diretora do Emcantar Social e Coordenadora da Unidade 1 do Programa Transforma

Ao longo de todos esses anos atuando em arte e cultura, nós aprendemos muito o quanto as vivências artísticas e culturais podem ser transformadoras. A arte nos compõe, nós somos seres culturais, por mais que a gente ache que a arte está muito distante, que é pra quem tem dom, nós fazemos e consumimos cultura o tempo todo.

Um exemplo muito próximo é o do cinema e da música, e nós vibramos também uma energia tão construtiva quando nós temos a possibilidade de exercer nossos talentos e a arte nos possibilita isso, essa descoberta, a descoberta de talentos que nem imaginávamos ter.

Ela nos possibilita expandir, aprender mais sobre nós mesmos e quando isso é vivenciado em grupo, além de resultados estéticos surpreendentes, também nos possibilita conhecer mais do outro e desenvolver inevitavelmente habilidades para a convivência.

Então, no trabalho que nós desenvolvemos com crianças e adolescentes todos esses anos, nós constatamos o quanto os processos de vivência individual e coletiva da arte, além de lúdicos, são pedagogicamente muito potentes para o desenvolvimento da criatividade, da capacidade de expressão, no desenvolvimento do protagonismo, liderança, trabalho em equipe e tantas outras habilidades que são necessárias para a vida.

Agora que você viu a importância da cultura e esporte como ferramentas de transformação e inclusão social, saiba mais sobre o programa Transforma do Instituto Algar.