Notícias


12 Jun

7 livros infantis brasileiros essenciais para oficinas

Ler livros é desbravar histórias que não acontecem no mundo real. Todo livro é único e carregado de uma bagagem histórica-literária que faz toda a diferença na hora de ler. As oficinas de literatura buscam introduzir o hábito da leitura nas crianças, não somente com o objetivo pedagógico e disciplinar. Mas também como um incentivo para desenvolver habilidades linguísticas e emocionais nos pequenos!

Oficina literária: a primeira página dessa história

As oficinas de literatura têm um papel fundamental no prazer de ler. Essas oficinas são encontros que buscam levar a leitura para “fora da caixinha”. Ali, a criança terá conhecimento sobre a interpretação de texto e aprender como cada pessoa pensa diferente. É comum que atividades práticas sejam ministradas nesses encontros, como a escrita, por exemplo. Afinal, as habilidades de escrita e leitura andam juntas.

Outra vantagem indiscutível, é que as oficinas de literatura têm o charme do pertencimento. Um grupo, quase um clube do livro, para as crianças discutirem e conversarem sobre suas experiências. Por isso, elas são recomendadas para incentivar a leitura e melhorar a educação

Como oferecer uma oficina de sucesso?

  • Incentive a conversa entre os participantes: Apresentações em grupo e rodas de conversa tem o papel de proporcionar interação;
  • Tenha uma ideia concreta sobre o que discutir: Ter um tema para os encontros é fundamental. Assim, fica mais fácil definir uma abordagem clara e separar materiais complementares (textos, críticas, resenhas, imagens, etc.);
  • Pense em atividades práticas: Para crianças mais velhas, a escrita é fundamental. Mas não precisa ser da forma tradicional. Pode ser, por exemplo, uma história compartilhada onde cada uma escreve uma parte dela. Para crianças menores, a habilidade de desenho equivale a escrita nas mais velhas.
  • Organize o tempo: separe cada atividade por tempo necessário para que dê tempo de realizar todas até o fim da oficina.

Quais livros não podem faltar?

Para trabalhar bem com as oficinas de literatura é importante ter um bom leque de livros. A literatura brasileira é recheada de livros infantis essenciais que são considerados clássicos, levando o peso dos nomes de seus autores, como Cecília Meireles e Ziraldo.


Obras nacionais enaltecem a brasilidade de cada história, com personagens e situações típicas do nosso país. Um bônus para as oficinas de literatura, que incentivam a leitura e também o apreço por obras e autores nacionais.

Temos aqui alguns exemplos de obras brasileiras que podem ser trabalhadas em oficinas:

  • A bruxinha atrapalhada – Eva Furnari: vencedor de vários prêmios, é recomendado para crianças na fase de alfabetização;
  • Arca de Noé – Vinícius de Moraes: escrito em poemas, é o único livro infantil do autor;
  • Ou isto ou aquilo – Cecília Meireles: de uma das autoras mais reconhecidas do Brasil, esse livro é essencial para as crianças aprenderem mais sobre os caminhos da linguagem;
  • Menino Maluquinho – Ziraldo: um dos maiores clássicos infantis brasileiros que já que inspirou séries, filmes e desenhos animados, não poderia ficar de fora dessa lista;
  • Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias – Ruth Rocha: um livro que transforma situações comuns em histórias incríveis;
  • O menino mágico – Raquel de Queiroz: premiada pela Unesco, essa obra foca nas aventuras de seguir os próprios sonhos;
  • Meu pé de laranja lima – José Mauro de Vasconcelos: outro clássico de gerações, esse livro traz uma perspectiva de diferentes realidades para crianças mais velhas.

Oficinas na prática



O programa Transforma, realizado por voluntários do grupo Algar, trabalha com oficinas de literatura de forma criativa e inspiradora. Nelas, 150 alunos de 06 a 14 anos de idade participam semanalmente das atividades.

Com duas horas de duração, esses encontros são divididos em duas partes:

A primeira hora é focada em estímulo de forma lúdica, com atividades como contação de histórias. Eles também aproveitam esse tempo para aprender palavras novas e um pouco mais sobre autores, livros e até filmes.

A segunda hora da oficina é focada em produção própria. É nesse momento que as crianças podem escrever e ilustrar suas próprias histórias.

Até o momento, obras incríveis já foram trabalhadas nas oficinas de literatura do programa Transforma. Nos primeiros meses, eles trabalharam com poemas estudando algumas obras brasileiras como:

  • Poema transitório - Mário Quintana;
  • Ou isto ou aquilo - Cecília Meireles;
  • As duas flores - Castro Alves.

Outros gêneros também estão presentes, como a narrativa, a fábula e o terror, com o objetivo de ensinar sobre a onomatopeia (escrita dos sons) e a prosopopeia (escrita dramática). Todos os gêneros são trabalhados na forma lúdica, diferente das aulas escolares.

O principal objetivo é colocar as crianças e adolescentes em contato imediato com a arte e o aprendizado. As oficinas de literatura do Transforma começaram em fevereiro e se encerram em dezembro de 2019. Conheça mais sobre o Programa!


Comentários