Incentivos Fiscais

FIA

O Fundo da Infância e da Adolescência (FIA) surgiu a partir da sanção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 1990, e hoje está consolidado como uma das principais fontes de recursos para projetos sociais. Ele é um instrumento que permite a arrecadação dos recursos destinados ao atendimento de crianças e adolescentes carentes. Os recursos que o formam provêm de doações feitas por pessoas físicas ou jurídicas, dedutíveis do Imposto de Renda. As empresas podem deduzir até 1% do imposto devido e pessoas físicas, 6%. O Grupo Algar, como pessoa jurídica, pode destinar até 1% do IRPJ devido aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente. Sua destinação cabe à entidade governamental, considerando-se que somente os projetos culturais aprovados pelo Ministério da Cultura são beneficiados. Em cumprimento à legislação, a Algar tem como diretriz fazer a destinação de valores aos respectivos fundos, e não diretamente às instituições de amparo à criança e ao adolescente.

  • federal

    AACD Uberlândia.

    Valor aprovado: R$ 18.960,00.

  • federal

    CMDCA Belo Horizonte.

    Valor aprovado: R$ 18.958,00.

  • federal

    CDCA Brasília.

    Valor aprovado: R$ 18.959,00.

  • federal

    CMDCA Campinas.

    Valor aprovado: R$ 18.958,00.

  • federal

    CMDCA Frutal.

    Valor aprovado: R$ 11.940,00.

  • federal

    CMDCA Indaiatuba.

    Valor aprovado: R$ 18.959,00.