GESTOR: Abraçando o mundo e preservando a natureza 

Modalidade II - Gestor
Relato:
Abraçando o mundo e preservando a natureza
Público beneficiário: Alunos da Educação Básica, professores, pais e comunidade
Período de realização: Junho a novembro de 2010

Justificativa e objetivos
Na idade escolar, as crianças estão “conhecendo o mundo” (Freire, 1992), sentindo, observando, identificando-se e envolvendo-se cada vez mais com o meio em que vivem. Neste momento, em que constroem conceitos, desenvolvem atitudes e valores fundamentais para a vida, é muito importante que elas sejam levadas a observar e analisar fatos e situações ambientais, de maneira crítica, para atuar de modo reativo e propositivo, garantindo, assim, um meio mais saudável e boa qualidade de vida.

Levar os alunos a refletirem sobre o meio ambiente e suas necessidades atuais, a grande produção individual de lixo diário e os graves problemas do acúmulo destes. A importância da Coleta Seletiva é fundamental, pois estamos cada vez mais preocupados em salvar o nosso Planeta Terra da ação humana. A grande ideia foi propor a mudança de alguns hábitos que favoreçam a sustentabilidade. E a sugestão proposta por mim foi que aos poucos substituíssemos as sacolas plásticas descartáveis pelas antigas sacolas de feira. A sugestão foi abraçada por todos os funcionários com força total. Como então poderíamos modificar nossas posturas em relação à convivência com essa natureza, já quase totalmente transformada pela ocupação humana, a fim de evitarmos o colapso da vida? Como trabalhar essas questões com nossos alunos, de forma significativa e sem traumatizá-los, frente à grave situação em que se encontra o ambiente na Terra? Como envolver nossa comunidade nesse processo urgente e necessário de mudanças? As sacolas plásticas ou saquinhos de supermercados são uma “praga” que deve ser aos poucos eliminada por todos nós. Uma invenção diretamente relacionada ao nosso conforto e praticidade, porém não ocorreu uma pesquisa minuciosa de seu impacto ambiental. As sacolas plásticas demoram pelo menos 300 anos para decompor-se no meio ambiente. Em todo o mundo são produzidos 500 bilhões de unidades a cada ano, o equivalente a 1,4 bilhões por dia ou a 1 milhão por minuto. No Brasil, 1 bilhão de sacolas são distribuídas nos supermercados mensalmente. Quase todos os sacos plásticos que não são condicionados em lixeiras acabam, mais cedo ou mais tarde, por chegar aos rios e aos oceanos. Os ambientalistas chamam a atenção para esse problema e citam o fato de milhares de animais, aves, répteis... morrerem asfixiados por sacos plásticos. E as cidades que enfrentam grandes problemas com enchentes devido a bueiros entupidos com lixos e principalmente por sacolas plásticas.

Objetivando responder as inquietações mencionadas e acreditando que para ocorrer uma mudança efetiva em nossos hábitos arraigados há muitos anos é preciso um estudo com reflexões diárias. Assim, a Escola Municipal Dom Bosco trabalha em seu currículo a Educação Ambiental durante todo o ano letivo.

Nesse ano foi enfocado o tema “Sustentabilidade”, englobando as dimensões social, ambiental e econômica. De acordo com os PCN's , “...é fundamental a sociedade impor regras ao crescimento, à exploração e à distribuição dos recursos de modo a garantir as condições da vida no planeta.” (PCN's , vol.9, pág.38)

Conteúdos

Conceituais:
• Conhecer e compreender, de modo integrado e sistêmico, as noções básicas relacionadas ao meio ambiente.
• Reconhecer que o equilíbrio da natureza é essencial para a vida na Terra.
• Analisar a ação do homem na transformação do meio ambiente.
Procedimentais:
Demonstrar ações de participação e colaboração na preservação do meio ambiente; na manutenção da limpeza dos ambientes em que vivemos nas formas de evitar o desperdício, no envolvimento em campanhas e trabalhos relacionados com as questões ambientais.
Atitudinais:
• Praticar atitudes ecologicamente correta; sentir respeito pela natureza e pela vida.
• Comportar-se de maneira crítica diante do consumismo exagerado e demonstrar senso de responsabilidade e solidariedade no uso de bens comuns e recursos naturais, de modo a respeitar o ambiente e as pessoas de sua comunidade.
• Preocupar-se em adotar posturas na escola, em casa, na comunidade e a promover interações construtivas, justas e ambientalmente saudáveis.

Metodologia
Este projeto tem como função principal contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos a decidir e atuar na realidade socioambiental; levar a mudanças de comportamento pessoal e a atitudes e valores de cidadania que possam trazer consequências sociais importantes. Como uma grande alternativa contra o excessivo uso de sacolas  plásticas em nossa comunidade, foi confeccionado por mim e algumas funcionárias, na sala da direção, aproximadamente 520 sacolas retornáveis ou sacolas ecológicas feitas de americano cru. Para que pudéssemos realizar esta ação contamos com a parceria de fábricas locais com a doação do tecido. Optei por confeccioná-las na escola, para estar mais presente no dia-a-dia escolar. Realizamos um concurso de desenhos sobre o tema proposto para ser o logotipo da sacola ecológica. Foi eleito um desenho do turno matutino e do turno vespertino e silkados.
Assuntos pertinentes ao tema foram abordados, pesquisados, discutidos e colocados em prática, em momentos diversos, por todos os professores das diversas disciplinas, promovendo a interdisciplinaridade.
• Trabalharam o Livro “Vamos Abraçar o Mundinho” – Autora Ingrid Biesemeyer Bellinghausen
• Os alunos assistiram ao filme WALL-E e desenvolveram atividades.
• Pesquisaram o tema no laboratório de informática da escola, em busca de dados atuais... Fizeram experiências.
• Fizeram visita de campo: foram em algumas empresas sustentáveis da região, a órgãos governamentais para entrevistas, comércios, êxodo rural...
• Recebemos na escola, para palestras, pessoas responsáveis por empresas com projetos de Educação Ambiental - Sustentabilidade, que fizeram doação de Coletores Seletivos para todo o ambiente escolar.
• Confeccionaram e apresentaram uma peça teatral sobre “Meio Ambiente”.
• Confeccionaram panfletos de conscientização e distribuíram à comunidade.
• Exposição de trabalhos, murais e apresentações na Feira da Cultura, realizada em outubro, em toda rede Municipal de Pará de Minas.
• Trabalharam textos e atividades que garantiram várias situações em que, ao observar e refletir sobre a realidade, os alunos puderam colocar em prática sua capacidade de atuação, na família e na comunidade.
• Pinturas de painéis no muro interno da escola, por alunos de todos os segmentos, sobre o tema proposto.
• O uso dos coletores de lixo passou a ser feito de maneira correta, por alunos, funcionários e pessoas da comunidade que frequentam a escola.

Avaliação
Durante toda esta experiência pude notar o tanto que pais, alunos e toda a equipe da escola se envolveram. Trabalhamos junto a realidade do nosso Planeta. As mudanças em nossos alunos estavam visíveis, todos empolgados com os trabalhos a serem realizados, conscientes sobre a necessidade de se evitar o desperdício dos recursos, de se preservar o meio ambiente reaproveitando o lixo e atuantes na proposta de formar outros cidadãos conscientes.
Para culminância dos trabalhos realizamos no dia 26 de novembro de 2010 a  Festa da Família envolvendo toda a comunidade escolar com o tema “Meio Ambiente – Sustentabilidade” – Abraçando o mundo e preservando a natureza, segundo Lei 9795/99, que estabelece a Educação Ambiental integrada aos conteúdos de Geografia e Ciências.
Oferecemos a cada família uma bolsa de tecido – intitulada  sacola ecológica, que  levou o silk dos desenhos eleitos sobre o tema proposto. A sacola proporcionou às famílias um começo para as mudanças de hábitos ambientais. Cada sala junto com o seu professor fez apresentações belíssimas. Finalizamos com a música “Filhote do Filhote” tendo a participação de todos os presentes, que  receberam a letra da música na entrada, e foi possível mostrar que podemos fazer da nossa casa, rua, bairro, cidade, país, planeta, um lugar saudável de viver.
Com este trabalho todos nós ganhamos:  escola,  famílias,  comunidade,  empresas e O NOSSO PLANETA.
O projeto trabalhado em nossa escola anteviu a tomada de consciência nacional concretizada através da promulgação de Leis Estaduais,  que determina a substituição dos modelos convencionais à base de petróleo, pelos feitos de material biodegradável ou retornável.
“Não só preocupamos em deixar um PLANETA MELHOR para nossos filhos... Mas em deixar FILHOS MELHORES para o nosso PLANETA.”

Referências bibliográficas
• Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente, saúde / Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília, 1997 , 128p. Vol.9.
• Planeta Sustentável. Disponível em  http://planetasustentavel.abril.com.br/inc/pop_print.html  > 23/05/11
• Sacolas plásticas X meio ambiente. SER MELHOR. Disponível  em www.sermelhor.com/artigo.php?artigo=56&secao=ecologia  > 23/05/11
• Sacos plásticos. Obtida de  http://pt.wikipedia.org/wiki/Sacodepl%C3%A1stico , categorias: Embalagens/Objetos > 25/05/11
• Meio Ambiente: Temas de ecologia, preservação do meio ambiente, poluição, reciclagem, saúde, meio ambiente no Brasil. Disponível  em:   http://www.suapesquisa.com/temas/meio_ambiente.htm >. Acesso em 30/05/11
• SANTOS Patricia Moreira de. VI Congresso Nacional de Excelência em Gestão: Energia, Inovação, Tecnologia e Complexidade para a Gestão Sustentável. Niterói, RJ, 2010.
• PORTILHO Fátima. Sustentabilidade Ambiental, Consumo e Cidadania. São Paulo, Cortez Editora, 2005, 255pp.


Tv Instituto Algar